Sexta-feira, 20 de Abril de 2007

Mandamento do Profeta Herético


 

 
Se o estarmos na vida é da responsabilidade de um outro,
Estamos isentos do pecado original.
Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 04:32
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

Diário do Homem Moribundo


 

Poder lavar as minhas amarguras,
Renascer como a Fenix,
Ainda mais imponente,
Sobre as cinzas da minha decadência!
 
(Poder ou não Poder,
Ò Inclemência!)
 
Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 04:23
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

Diário do Coveiro Pasmado

 De nascença recebi uma pá. Mostraram-me a pá, a função da pá, a terra e o contrato de ser onde vinha firmada (com a letra cursiva da minha mão amnésica) a obrigação incontornável de cavar. Com o tempo, criei um buraco e a cada dia o alargo mais. Metro após metro, a terra vai saindo dela mesma, e eu vou aprofundando uma ferida na noite.  

Quanto mais profundo, mais nítida se torna esta visão de profeta que me visita os sonhos, uma visão terrível!

Eu estou deitado, com a pá entre os braços, junto à cova que cavo, e o silêncio reina pela noite escura. Não se ouve um insecto. De súbito, do Nada, vem um estrondo e vejo o chão separar-se. Do fundo sobe um portão enferrujado. Vejo-o abrir-se ante os meus olhos de sono, e assisto incrédulo à aparição de uma alma, tão mísera quanto um recluso em antros de podridão. Tem um corpo (o que é vulgar numa alma) e é magra, esguia, como um esqueleto de fumo. Tem o ódio e o fogo no olhar. É um mensageiro e veio falar- me do Inferno (como quem sussurra a um a um amor uma promessa).

 

É ESSE INFERNO QUE DIZES SER ILUSÃO COM RECEIO DE QUE SE TORNE REAL...

 

Todas as noites eu tenho este sonho. Todos os dias acordo trémulo e suado, segurando nas minhas mãos deformadas, calejadas de tanto cavar, a pá cheia de terra e um pano preto. O preto, como sabes, quer dizer o luto; e o luto era um símbolo para esse lugar.

Como sabes, também, não existem fantasmas. Todos os dias eu enterro corpos, e nenhum deles voltou para se vingar de mim. Foi o meu desespero que criou a miragem, como o viajante perdido cria Óasis no deserto. Esta visão é possível como qualquer outra. Como a visão permanente de nos acharmos aqui.

 

Um dia outra visão há-de mostrar-me que as portas que se abrem diante dos meus olhos de coveiro pasmado são uma projecção de mim mesmo, a entrada para as minhas perversões. E, dela, acabarão por libertar-se os meus demónios.

 

Mas nessa altura, já não terei medo.

 

Depois do terror das minhas noites, porque vejo e revejo o que me espera (porque sou eu que faço o que me espera), apenas me resta o inconsolável desgosto de me saber coveiro do meu próprio fosso, de ser eu mesmo o Inferno que até aqui me apavora. O que escrevo num papel é o que escrevo na terra, na estrada, nas estrelas, nas folhas do chá que não bebo e que te invejo, em cada movimento de braços em que com a minha pá completo o exercício de remover de si partes do solo. Eu assinei o contrato mas não sei se assinei o contrato. Se eu não me lembro dele, mesmo sendo a letra a minha, como sei se é meu (ou se sou eu?)?. Porque hei-de cumprir o que está no papel? Mesmo tendo assinado o contrato: caberá a minha vida num papel? Nada é tão grande ou tão pequeno que possa ser balizado. Não há mal exterior para o teu mal interior.

A vida é a terra, a circunstância é a pá. Os teus braços são o gesto com que te dás a ti mesmo um sem fim de misérias. 

 

A Vida é tão grande! Só o Tempo é breve!

 

Não vês tu em ti outra coisa possível?!

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 04:18
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 15 de Abril de 2007

Sim, Senhor Ministro...

"Não me preocupa que este caso da Independente possa afectar a minha imagem. Não o creio tampouco" - Citação deturpada - Sócrates como me lembro dele no Metro...
 


E o texto, com os cortes da censura:

- Não me preocupa que este caso independente possa afectar a minha imagem. Não o creio tampouco. Tenho um receio grande e penso muito nisso. Na verdade estou mesmo acagaçado... Mas não me preocupa...
 
 
 
 
 
 
 


Oh, Sócrates! Que ironia! Traído pela maiêutica! Haja cicuta!!!
Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:55
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 11 de Abril de 2007

Arte e Subtilezas, Arte e Sub...

A maravilha do abstracto é que, para além de o desenho representar exactamente tudo o que queremos dizer, nunca nos podem lembrar do quão mal desenhamos…

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 23:03
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

O Leão Sem Juba

Sopa de Facas, Chafurdar na Lama

 

Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

Gumoctopus

Últimos Golpes

É Oficial

O Gume Descansa

Fair-Pay (O L Perdeu-se N...

D' ETA Vez É A Sério!

E Depois Dos Votos, Obama...

Dióxido de Carbono Em Min...

Liberdade Individual A Vo...

BPN (The Bank Robbers)

White Out (Para o Fim do ...

Melancolia De Um Dia de I...

Das Lágrimas

The Book and The Cover

2010 - O Gume Está Lavado...

Adeus Ano Velho!

História de Família (De 1...

A Vantagem da Ingenuidade

Liliana (Um Livro Aberto)

Estranha Rábula

Do Medo (Livre/o Abordage...

Justiça Terrestre (À Falt...

Sras. E Srs., Parece Cert...

O Anticristo (Quase Liter...

Sonha E Serás Mestre!

Rouba em Paz E Que A Benç...

Lisboa Está de Luto (Temp...

Segundo Gume Apresenta......

O Que As Malvadas Nos Faz...

Mundo Binário

Senhoras e Senhores, Em E...

Borracha Sobre As Más Exp...

Um Manifesto Muito Sério ...

Denúncia De Uma Esteticis...

Mãe, Pisei Uma Pastilha E...

O Gume Reflecte - Fisio-P...

Algodão Doce (Memórias da...

Dia das Gomas (Recentemen...

Post Sentido (Come e Cala...

VENDE-SE: ÁGUAS FURTADAS ...

O SubConsciente Explicado...

Partilhou-se Na Net Esta ...

O Gume Lança O Mote Para ...

Twittership (Seja Lá Isso...

Andorra, Dezembro de 2009...

Um Mau Post Sobre um Mau ...

Sobre O Meu Melhor Romanc...

Prevenção Gripe A: Protej...

O Gume (Re)viu... Memento...

Brevíssimas Sobriedades (...

A Bíblia de Jerusalém Rec...

Pergunta do Dia Que Se Ag...

O Gume E O Tempo

Agosto 2012

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Novembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Que Farei Com Estes Gumes?

todas as tags

blogs SAPO

Roubar as Facas