Sábado, 2 de Janeiro de 2010

Das Lágrimas

O Grande Senhor (louco): Alguém chora... Quem chora?

O bobo (que chorava): Inferno! Nascemos a chorar! Morreremos depois de chorar bastante!

 

In Ran - Os Senhores da Guerra, de Akira Kurosawa.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:40
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

The Book and The Cover

O ovo da serpente é belo e branco.

O ovo do pardal é sujo e pardo.

O pássaro passageiro olhando os dois ovos, prefere chocar o ovo branco.

A serpente sai de lá de dentro e come o pássaro!

O pássaro estúpido que julgou a aparência.

 

O bobo, In Ran - Os Senhores da Guerra, de Akira Kurosawa, reinvenção no Japão Feudal dos samurais de King Lear de William Shakespeare.

Sem Som: The Book and The Cover, Suzanne Vega
Sinto-me, Sento-me, Ressinto-me...: Lúcido
Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 11:51
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 24 de Dezembro de 2009

O Anticristo (Quase Literal)

 

 

Dizem que é Natal. Não vi ninguém nascer que me interesse. Não vejo ninguém morrer que me sirva ou que, não servindo, o mereça. É Natal, efectivamente, nas tradições sociais da hipocrisia alheia. Eu, alheio a toda essa natalidade plástica das pessoas mecânicas, estou-me cagando.

Que Farei Com Estes Gumes?: , ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 19:17
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

Sonha E Serás Mestre!

 

 

Sara comprou um livro de sonhos.
A primeira lição foi: «QUEBRAR AS REGRAS».

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 19:13
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Segundo Gume Apresenta...Mais Coisas Boas da Igreja Católica (E De Outras Que Tais)

Na história de Judá e de Tamar (Bíblia, Gn. 38-15), pequeno interregno na história de José, explica-se a dado ponto que, Judá, vendo Tamar, a tomou "por uma prostituta, pois ela cobrira o rosto".

Ou seja, fazia parte dos costumes de então, as senhoras da vida, como eufemisticamente se conhecem, cobrirem as róseas faces para indicar a sua profissão e que estavam no activo.

Pergunto-me estupidamente e sem, sinceramente, querer ofender alguém:

Como se explica que hoje em dia as senhoras orientais tenham o dever social e religioso de cobrir o rosto? Noto aqui alguma discrepância. Quererão os padres, rabis, ayatolas e restantes cavalheiros das religiosidades explicar estas confusões culturais antes de serem verbal e idealmente fusilados? Não entendo os caprichos da religião...

 

    

 

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 14:51
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 19 de Dezembro de 2009

Mundo Binário

Cada vez mais a diferença entre 1s:

 

 

 

 

 

 

 

E zeros...:

 

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 19:45
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

Brevíssimas Sobriedades (Um Post Sem Álcool)

Jacó acordou do seu sonho e disse: "Na verdade, Iahweh está neste lugar e eu não o sabia!" Teve medo e disse: "Este lugar é terrível! Não é nada mais nada menos do que uma casa de Deus e a porta do céu!".

 

In Bíblia, Gn. 28-16

----------

 

Ora aí está, meus amigos! Até na Bíblia achamos quem o entenda... Como não o entendem os padres??!!

 

(Cuidado que ele vem aí!!!)

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 22:49
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

A Bíblia de Jerusalém Recomenda: Terapia Sexual

"Isaac introduziu Rebeca na sua tenda: ele tomou-a e ela tornou-se sua mulher e ele amou-a. E Isaac consolou-se da morte de sua mãe."

 

In Bíblia, Gn. 24-66.

 

---------

 

Portanto, meninos e meninas, o que ensina a Bíblia? Nada como o sexo para curar um desgosto...

 

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 22:34
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009

Pergunta do Dia Que Se Agradece à Leitora nº1

Se os genéricos de repente têm marca e fazem publicidade, ainda serão genéricos?

 

Aceitam-se respostas por telefone, email, correio e fax. A melhor resposta ganha um frigorífico, já com géneros lá dentro!!!! (Não confundir com genéricos).

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 21:00
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 29 de Novembro de 2009

Post Didático Sobre o Post Anterior

Uma característica particular da arte moderna, da minimalista em particular, é o hábito que tem de brincar com as expectativas formais do seu espectador. Naturalmente, levar ao extremo esse exercício de quebra com o formalmente esperado ou normalmente aceite pelo cérebro, levará o indivíduo a afastar-se daquilo que contempla, buscando o conforto da realidade que conhece e desprezando aquele objecto. A frase primeira que pronuncia é, claro: "Não é arte".  Depois afasta-se da sala das vanguardas e pede as direcções para a secção do período renascentista ao guarda do Museu. E de súbito sente um enorme prazer a contemplar um quadro  religioso de Mantegna, como este de São Sebastião:

 

Um autor, aliás, de quem nem sequer gostava...

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 20:35
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009

De Onde Viemos, Para Onde Vamos e Porquê? - O Gume Responde À Questão Que Envergonhou Todos Os Filósofos e Pensadores Similares

Viemos da evolução da célula,

Vamos para a extinção,

Porque tudo é um ciclo.

 

-----------

 

NOTA:

 

Excluímos da imagem a parte em que o batráquio é extinto para não chocar os anfibiolóphilos mais sensíveis.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 10:47
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

Do Casamento Homossexual - Dizem Que É Polémico

Um padre do raio que o parta que o pseudo-jornalismo quis entrevistar, veio dizer que a ordem da sociedade sempre foi de homem e mulher para a "sacrossanta" instituição do casamento. Para quê, pergunta, mudar isso? Curioso.

O cagalhão também sempre foi parte da ordem da sociedade, em particular no organismo de cada um. Para quê inventar a latrina?

A resposta é a mesma: Por respeito a si e a cada um. Porque, felizmente, há evolução. - Um conceito estranho à Igreja Católica.

O padre fala até em referendo. Desde quando a liberdade individual tem de ir a votos? Se eu quiser casar (que não quero, irra!), por exemplo, com um gnou, e se puder mostrar que o gnou está de acordo, que raio de moral ou lei comum poderá impedir-mo?!

E, com mil diabos, este gnou é bem bonito!

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 13:27
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (4) | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

"Para Comprovar Uma Vez Mais Que O "Senhor" Não É Pessoa (Em Quem Se Possa Confiar)":

- (...) Leva contigo o teu único filhjo, isaac, a quem tanto queres, vai à região do monte mória e oferece-o em sacrifício a mim sobre um dos montes que eu te indicar.

 

O leitor leu bem,  o senhor ordenou a abraão que lhe sacrificasse o próprio fillho, com a maior simplicidade o fez, como quem pede um copo de água quando tem sede, o que significa que era costume seu, e muito arraigado. O lógico, o natural, o simplesmente humano seria que abraão tivesse mandado o senhor à merda, mas não foi assim. Na manhã seguinte, o desnaturado pai levantou-se cedo para pôr os arreios no burro, preparou a lenha para o fogo do sacrifício e pôs-se a caminho para o lugar que o senhor lhe indicara, levando consigo dois criados e o seu filho isaac. No terceiro dia da viagem, abraão viu ao longe o lugar referido. Disse então aos criados, Fiquem aqui com o burro que eu vou até lá adiante com o menino, para adorarmos o senhor e depois voltamos para junto de vocês. Quer dizer, além de tão filho da puta como o senhor, abraão era um refinado  mentiroso, pronto a enganar qualquer um com a sua língua bífida, que, neste caso, segundo o dicionário privado do narrador desta história, significa traiçoeria, pérfida, aleivosa, desleal e outras lindezas semelhantes.

 

In Caim, de José Saramago.

Imagem roubada a We Have Kaos in The Garden, por Kaos.

 

----------------

 

Daqui se determina que, sendo Saramago, como há muito venho afirmando, literariamente execrável, é intelectualmente fascinante e faz, como se prova, um excelente uso do termo "filho da puta". O Gume recomenda (ideal para herméticos)...

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 14:35
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 22 de Novembro de 2009

Riquezas do Corpo e da Alma - O Rival Desigual

(...) Arrebatando a oportunidade, dei um leve suspiro, abri o meu coração ao magistrado, largamente, como a um pai.

- É verdade, a titi tem-me amizade... Mas acredite Vossa Exclência, dr. Margaride, que o meu futuro inquieta-me às vezes... (...) Porque enfim a titi é rica, é muito rica; eu sou seu sobrinho, único paente, único herdeiro; mas... (...)

- A titi tem-lhe amizade - atalhou com a boca cheia o magistrado - e você é o seu único parente... Mas a questão é outra, Teodorico. É que você tem um rival.

- Rebento-o! - gritei eu, irrestìvelmente, com os olhos em chamas, esmurrando o mármore da mesa.

O moço triste, lá ao fundo, ergueu a face de cima do seu capilé. E o dr. Margaride reprovou com severidade a minha violência.

- Essa expressão é imprópria de m cavalheiro, e de um moço comedido. Em geral, não se rebenta ninguém... E além disso o seu rival não é outro, Teodorico, senão Nosso Senhor Jesus Cristo!

 

In A Relíquia, Eça de Queiroz.

 

_________

 

Pelas barbas de Moisés!

Há quantas gerações anda esse pulha a roubar-nos heranças?!

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 19:32
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 21 de Novembro de 2009

Da Comédia (Significados)

Merriment and joyusness, like beauty, are ends in themselves, a positive good. The end of social drama should not be that an evil shall cease to exist, but that life may be freed for the enjoymennt of its riches.  Comedy is an immediate assertion of freedom of spirit.

 

In Write that Play, Kenneth Thorpe Rowe

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 17:16
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

A Propósito de uma Polémica Actual

NORA: Receio, Torvald, que não saiba exactamente o que é a religião.

 

In Henrik Ibsen, Casa de Bonecas

 

Parece que no século XIX já sabiam que não se sabia o que agora julgam que se sabe...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 20:44
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

O Gume Viu... The Pirate (É Belo o Matrimónio!)

MANUELA (Judy Garland): Please let me go!

SERAFIN Gene Kelly): Never!

MANUELA: Don't be silly!

SERAFIN: I love you, and love isn't silly...

MANUELA: Really?

SERAFIN: Aren't you interested in love?

MANUELA: No, I told you I'm going to be married...

 

In The Pirate (Vincent Minelli, 1948)

 

Escrito Por: Albert Hackett e Frances Goodrich (argumento), com base na peça de S.N. Behrman.

 

Música de: Cole Porter

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 11:41
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 21 de Outubro de 2009

A Frase e o Aforismo

Mais uma razao porque, apesar de tudo, se deve respeitar Saramago:

 

A Frase:

 

"A Bíblia é um manual de maus costumes e um catálogo do pior da Natureza Humana"

 

E o Aforismo:

 

"Lê a Bíblia e perde a fé"

 

Nao é que, com a idade, Saramago está mesmo a ficar genial?

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 17:33
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sexta-feira, 2 de Outubro de 2009

Homenagem a Zelda Rubinstein

"Little People are societally handicapped. They have about two minutes to present themselves as equals—and if they don’t take advantage of that chance, then people fall back on the common assumption that 'less' is less."

 

 

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 10:24
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Evoluções, Involuções, Dubitações... (Reformulado)

- ...É como lhe digo, meu caro... O Homem é um animal de hábitos! A ideia é antiga, claro, e eu, que estou velho, sou apenas experiente, não invento nada. Não tenho muitas coisas como certas senão a morte, o imposto,os diabetes e esta coisa que vou agora dizer-lhe...

- Confesso, está a deixar-me curioso...

- E tem razões para isso. É este o caso, robusto, retirado das minhas evoluções: Um homem, qualquer homem , não é como nasce mas depois de nascer o que lhe dão...

- Asneira! Não aceito! Aos trinta anos você não é um abeto à espera de ser podado! É o que quer! Explique-se melhor...

- ...Permita-me, meu amigo; não me deixou terminar. Aconselho-lhe esse licor de malte: é do bom! Dizia-lhe eu, e por quem é, peço-lhe que não volte a interromper-me... Esta circunstância inevitável de, se se lembra, se ser o que lhe é dado, é uma amputação da personalidade...

- ...Homem, você vai de mal a pior!...

- Meu amigo, tenha paciência! Vai ouvir-me até ao fim e depois, sim, se ainda puder, arriscar-se-à a falar! Que diabo, experimente lá o licorzinho! Ao fim de dois ou três golos e de uma pitada de ouvido e paciência, pelas minhas farfalhudas suiças, vai ver que o argumento até lhe cai que nem ginjas!

- Pppfffff...

- Agora, dizia-lhe... É isso! Há uma amputação; e deixemos, faça-me a cortesia, este ponto intocável! Ora, sucedendo isto, quer também dizer que, à partida, a natureza das nossas escolhas (que moldarão e se moldarao pelo nosso carácter) estará condiconada pelo ambiente em que crescemos...

- Bom, cedo-lhe isso. Nesse ponto está certo...

- Agradecido. Vejo que já começou a tomar o gosto ao licor. É escocês. Ora, como é natural, isto é contrangedor...

- Efectivamente, meu amigo, isso dói!

- Será. Mas doi mais a ironia que contém...

- Ironia? Que quer você dizer? Chiça, que efectivamente este licor é do bom!

- Com certeza que é! O cavalheiro deverá tomar mais fé nas minhas palavras...

- ... Pois que realmente... sim senhor! Que belo sumo! Mas ora então o cavalheiro adiantava...

- Pois sim, a ironia...

- Precisamente, a ironiazinha, o meu amigo estava aí...

- Ora, pois então, como eu dizia, se seguirmos a nossa evolução da criança ao Homem, do estudante ao trabalhador, do inconsciente ao responsável, do ingénuo ao avisado, do ignorante ao culto, do rebelde ao institucionalizado…

- ... Que por vezes me parece mais uma involuçãozinha...

- Voilá! La mouche! ... se o fizermos, acabaremos, meu caro, por nos confrontar com o facto de sermos uma fera que se amansa pelas infindáveis leis da vida, acabando depois, com o cansaço dos anos, por precisar do jugo que se tornou familiar...

- Alto e pára o baile! A precisar do jugo?! O meu amigo agora está a esticar a corda!

- Tenha paciência homem! Cheire-me esse licor, que já está outra vez com aqueles ares! Ouça-me até ao fim esta pérola! Esta minha ideia faria as delícias de Darwin e outros como ele se ainda andassem por cá!

- Não duvido, não duvido... Então acabe lá isso antes que se me acabe o copo... O jugozinho, dizia o meu amigo, o jugozinho...

- Assim é... Essas correntes da juventude...

- ... Porque ser jovem é estar preso à aprendizagem...

- ... E livre a outras coisas!...

- Ha! Ha! Ha!...

- ... É muito mais do que isso, meu amigo, muito mais do que isso! Essas correntes, explicava-lhe, foram limadas por anos de habituação e tornaram-se um símbolo de refúgio...

- Ahhhh!

-... A memória distorce-se entre as responsabilidades e as escolhas, fazendo do que era uma vontade uma espécie de tédio, do que era um princípio um exemplo do erro, do que era convicção uma casmurrice, do que era uma crença um devaneio...

- Ohhhh!

-... O que desprezávamos passa a parecer-nos bom; o que evitávamos, desejável; o que nos magoava traz-nos a nostalgia do que pudemos já realizar...

- Entendo, entendo... realmente o licorzinho é bom!...

-... É no fundo como assistir à domesticação de um chimpanzé selvagem, que começa por aprender alguns truques em troca de bananas, para acabar por precisar das bananas por lhe lembrarem os truques que fazia…

- Meu amigo, estou convencido... Sem dúvida! É o malte!

- Sem dúvida...

</style> </p>
Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 20:49
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

A Pergunta de Jack, O Estripador (Letalíssimos Existêncialismos)

Se eu nao estripar a dor, 

Quem estripará?

Que Farei Com Estes Gumes?: , ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 16:16
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

Do Conforto da Loucura

"There's no method to the madness... It's just like being at Home..."

 

Shelley Duvall, falando de Terry Gilliam

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 19:50
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 5 de Setembro de 2009

Demóstenes Contra As Ondas e Outras Histórias - Parte I: Do Fundamentalismo das Premissas

Há homens tão herméticos no seu raciocínio que mutiliam a sua própria capacidade retórica, por mais brilhante que ela seja. Lembro-me por exemplo de Mahmoud Ahmadinejad, Presidente do Irão. A sua inteligência é inquestionável, a sua eloquência merece atenção. Mas ela é eficaz apenas dentro da validade daquele círculo que o homem constrói em seu redor, aquele círculo de interpretação fundamentalista da sua religião e da sua cultura, que não é fundamentalista por si mesma, mas apenas de acordo com o que ele (e outros como ele) retiram dela. Assim, o extremismo de cada argumento de Ahmadinejad é de tal ordem, que as suas premissas colidem antes de atingir a chave do silogismo ou do discurso que expõe. A eloquência de Mahmoud Ahmadinejad é, portanto, fora do círculo, ineficaz.

Isto acontece porque o fundamentalismo que rege as suas crenças e convicções mais profundas, decepou a extensão das suas possibilidades. Na verdade, homens como Mahmoud Ahmadinejad, se se dessem a si mesmos a liberdade de aceitar qualquer premissa, seriam retoricamente imbatíveis.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 08:08
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

TRAMPA!

Em inglês, sem A, quer dizer "vagabundo".

Em espanhol, com A, quer dizer "armadilha".

Em português, com as letras com que se escreve, quer dizer aquilo que sabemos.

Ou seja: Seja qual fôr a língua em que dela falemos,

A PALAVRA É UMA MERDA!

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 07:27
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 30 de Agosto de 2009

Indignação Contra a Falsa Humildade

Se o termo ensaio quer dizer "tentativa", "esforço",

porque é que os ensaístas são tão dogmáticos?

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 07:10
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 26 de Agosto de 2009

Silogismo Quase Perfeito Sobre a Imperfeição Quase Credível

A Homogeneidade é um tédio.

Todos os Homens são iguais,

Logo, todos os Homens são aborrecidos.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 07:13
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 18 de Agosto de 2009

O Homem Perfeito (Segundo Rudyard Kipling)

                                   IF

 

If you can keep your head when all about you
Are losing theirs and blaming it on you;
If you can trust yourself when all men doubt you,
But make allowance for their doubting too;
If you can wait and not be tired by waiting,
Or, being lied about, don't deal in lies,
Or, being hated, don't give way to hating,
And yet don't look too good, nor talk too wise;

 

If you can dream - and not make dreams your master;
If you can think - and not make thoughts your aim;
If you can meet with triumph and disaster
And treat those two imposters just the same;
If you can bear to hear the truth you've spoken
Twisted by knaves to make a trap for fools,
Or watch the things you gave your life to broken,
And stoop and build 'em up with wornout tools;

 

If you can make one heap of all your winnings
And risk it on one turn of pitch-and-toss,
And lose, and start again at your beginnings
And never breath a word about your loss;
If you can force your heart and nerve and sinew
To serve your turn long after they are gone,
And so hold on when there is nothing in you
Except the Will which says to them: "Hold on";

 

If you can talk with crowds and keep your virtue,
Or walk with kings - nor lose the common touch;
If neither foes nor loving friends can hurt you;
If all men count with you, but none too much;
If you can fill the unforgiving minute
With sixty seconds' worth of distance run -
Yours is the Earth and everything that's in it,
And - which is more - you'll be a Man my son!

 

----------------------------

 

O Homem Perfeito é feito por um se...

Golpe por Miguel João Ferreira às 18:45
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (3) | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 16 de Agosto de 2009

Análise da Sonda XZ625, da Galáxia de Epsilón, Ao Visitar a Terra a 16 de Agosto de 2009

A Humanidade seria perfeita se nao tivesse gente.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 22:27
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sexta-feira, 14 de Agosto de 2009

Sim, Dr. Freudo, Essa Inveja...

Estou em crer que, hoje em dia, a diferença entre um artista/crítico conceituado e a merda é que têm os dois a mesma forma, a mesma côr, o mesmo cheiro, mas a merda é anónima...

Golpe por Miguel João Ferreira às 20:03
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 11 de Agosto de 2009

Os Outros (Dizem), Os Outros (Merda)

Dizem-me na hora das derrotas que o Poder é grande e, perante ele, a vitória  é utopia da imaturidade.

Preocupados, aconselham-me a, como eles, vergar a espinha, a escolher outras vias de passividade, hipocrisia, subserviência amorfa e homogeneizada, para realmente me integrar no conjunto e poder pertencer à elite que eles são, não de vulgo, é certo, mas de vulgaridade.

Com palavras meigas, velando outras palavras, explicam-me que a resposta e o confronto, a cabeça erguida e as palavras de orgulho, são o fraco do forte da minha personalidade.

Provam-me por a+b que o silêncio é precioso e táctico e que incorformar-me e exigir respeito revelam falta de inteligência emocional.

Asseguram-me, como se fosse um segredo de mestre para discípulo, que ao  indiferente nada é indigno, nem sabe como tal e que eu tenho apenas de aprender esse dom.

Acusam-me de ter uma sensibilidade comprometida com as sensações cutâneas e empíricas e não com um raciocínio efectivamente cerebral.

Sussuram-me, gravemente, lentamente, palavra a palavra:

 

- Miguel, tu não podes ganhar.

 

Mas é isto que eles não entendem:

 

Eu não vim para ganhar -

Vim marcar a minha posição.

 

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 14:59
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo

Um Pouco Mais de Cinema (Reflexões Sobre a Vida)

Realização = Ponto de Vista. Direcção da emoção do espectador.

Montagem = Interpretação. Direcção do sentido apreendido pelo espectador.

 

Toda a arte é manipuladora.

 

O erro é supor que a arte é democrática. A arte é um totalitarismo democraticizado, isto é, a manipulação do autor tornada pública, impondo-se à apreciação de quem a recebe.

A partir desse momento, os papéis poderão inverter-se, mas nunca completamente:

O espectador impõe a sua interpretação e, conquanto respeite la lógica ds dimensões e afirmações do suporte artístico que contempla, poderá retirar dele os sentidos que desejar. Não obstante, por mais que crie e recrie sentido do sentido original, o seu ponto de partida é sempre o que lhe é dado e dele depende o seu ponto de chegada.

O espectador é assim um comboio que parte da gare que a cidade tem disponível e, por estar na casa das máquinas, pode escolher os carris por onde segue; mas os carris já foram construídos e algures no percurso levarão, fatalmente, ao fim da linha.

Assim, quer a interpretação original do autor, como a interpretação final de quem contempla estão comprometidas pela relação obrigatória que uma tem com a outra.

A tragédia deste conflito é que ninguém quer perder o seu sentido do "texto" e, culminarmente, é uma luta de poder que rege toda a interpretação.

 

No fundo, é também isto que se passa nas conversas de todos os dias.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 08:32
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009

Political?

Hasn't film demonstrably been used to manipulate people to acquiesce in totalitarian regimes? In short, is not film inherently political?

(RIchard Dyer)

 

Yes it's fucking political,

Everything's political

(Deborah Dyer, a.k.a. Skin, Skunk Anansie, «Political», in Stoosh, 1996)

 

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 09:32
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

Dos Sentidos de Editar

Teorias da interpretação do acto de Editar/Cortar/Montar, em cinema, reconhecendo que essa actividade se funda em fragmentos, elevam-na, antes de mais, o que está certo, a uma Arte e, como arte, têm-na de algum modo independente da arte maior que parece incluí-la, o Cinema.

Perante a aceitação desta premissa, há três correntes de interpretação que se desmarcam, num esforço de definir e contextualizar o acto de editar.

 

A primeira atesta que, como arte de fragmento, Editar é análogo à comum experiência de fragmentação na modernidade, graças à aceleração da mobilidade, ao desenvolvimento mecânico da comunicação, em particular o desenvolvimento da comunicação a longa distância, e à relação e miscigenação entre as classes e grupos sociais nos espaços urbanos, factores que resultam numa quebra dos até então vistos como laços unificadores das comunidades tradicionais.

 

A segunda corrente, liga a Edição à dinâmica do pensamento dialéctico marxista, que relaciona pensar e sentir com uma inevitável apropriação à modernidade, perante a construção de uma sociedade pós-capitalista. Como qualquer visão textual e fielmente marxista, esta corrente é claramente política e redutora.

 

Porfim, a terceira, vê a arte como um esforço contínuo de ligar as imagens/momentos fotografados - elementos soltos de um conjunto violentamente fraccionado -, do mesmo modo que uma cultura de massas procura encontrar unidade nos fragmentos das sociedades modernas. (Cf. RIchard Dyer).

 

Estarei no entanto pouco inclinado a aceitar qualquer das três possibilidades. Esta fragmentação de que se fala, não é apanágio da modernidade, mas da vida, em que a ideia de continuidade (Presente interminável que se dissolve metafisicamente em Passado e Futuro - pensemos em Helder e no seu Poma Contínuo...) é uma ilusão criada pela nossa necessidade de situar as cosias num tempo - espaço extra-sensorial.

 

A vida, inconsistente em si mesma, é completa apenas em cada um dos seus fragmentos segmentados e estes, como nos filmes, imitações da vida, podem ou não, em conjunto ou como um conjunto em si próprio, alcançar um significado perceptivamente completo e, como tal, satisfatório.

 

Assim, fazer um filme ou, neste caso, editar, resume-se a uma tentativa mais do realizador/ eidtor (Alice) através dos seus fragmentos de vida (Filme/ Wonderland) de obter um significado:

 

Wonderland is a search for sense and meaning (Donald Rackin)

Stories are metaphors for life (Robert Mckee)

 

Editar é projectar um sentido. Gumemos.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 09:00
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

Arte: Obra Primus, Objecto Depois...

Na Crítica do Juízo (1790), Kant contrasta sensação e contemplação, singular e universal, interessado e disinteressado, útil e inútil. A expeiência estética opõe-se assim a mera gratificação sensorial, como comer, por combinar sensação (através do sentidos) com contemplação. O objecto estético é focado como uma singualridade, não como instância de um conceito geral nem tampouco como tendo qualquer tipo de utilidade ou propósito social (Cf. Anthnoy Easthope).

Quer isto dizer que Kant antecipa o Esteticismo de Wilde, segundo o qual a Arte é perfeitamente inútil (e por isso perfeita para nossa satisfação), inevitavelmente reduzindo-se a objecto a partir do momento em que lhe achamos qualquer tipo de utilidade.

Neste prisma, no dia em que o guarda do Museu do Louvre utilizar a Mona Lisa de Da Vinci para golpear à inconsiência um ladrão, trazendo-o assim à justiça por danos morais, para além de, naturalmente, ser despedido, está a reduzir a coisa aquele precioso e até então inquestionável fragmento de Arte.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 07:58
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 8 de Agosto de 2009

Politisation Des Fragments D'Une VIe - Montage

A montagem é o sentido final que determina a interpretação de uma história.

Se tenho dez imagens, posso organizá-las como me aprouver para construir um significado e poderei fazê-lo tantas vezes quanto mo permitam as possibilidades matemáticas.

"Montage" ou editar resulta portanto num exercício de poder, daí advindo que "cortar"e "montar " (acções implícitas à arte) são, inescapavelmente, a manifestação de um gesto político.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 07:08
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 4 de Agosto de 2009

Da Mudança (O Mais é Menos)

Mudar é bom;

mas mudar constantemente é inconstância.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 10:35
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 3 de Agosto de 2009

Fashion & Beauty (No Comment)

FASHION:

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 BEAUTY:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto de Ana de La Reguera roubada a E Deus Criou A Mulher

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 07:08
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 2 de Agosto de 2009

Digo-tu-mias

O carácter é da medida das acções;

O caracter, da medida da página.

Mas é a acção que faz maus homens e maus escritores.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 07:42
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 19 de Julho de 2009

Pés Na Terra

Todo o idealismo é uma limitação.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 08:58
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 13 de Julho de 2009

Sinais dos Tempos (De Acordo Com: Sofia Lage)

«Não tarda nada e "cristianismo" é sinónimo de histeria em torno do cristiano ronaldo».

In http://twitter.com/sofialage

Que Farei Com Estes Gumes?: , ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 06:51
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 11 de Julho de 2009

A Maturidade de Um Eterno Adolescente

"A experiência prevalece à juventude"

 

Paulo Lobão

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 15:28
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 4 de Julho de 2009

Fora de Moda

 

 Romantics are

           Rome Antics.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 08:35
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sexta-feira, 3 de Julho de 2009

Percepção

Só pessoas inteligentes compreendem o quão estúpidas são.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 21:18
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

A Nova Teoria do Caos (Além da Lei de Murphy) - Segunda Premissa

"Se aumenta a Entropia, o Caos desenvolve-se"

 

Paulo Lobão

 

-------

 

ENTROPIA: Lei segundo a qual tudo tende para a desorganização, sendo por isso qualquer organização temporária.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 08:51
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

A Nova Teoria do Caos (Além da Lei de Murphy) - Primeira Premissa

"Tudo na vida tende para o caos"

 

Paulo Lobão.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 15:58
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 31 de Maio de 2009

O Gume Responde À Dúvida de Uma Leitora: Para Onde Vão As Lembranças Quando São Esquecidas?

Golpe por Miguel João Ferreira às 21:05
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 28 de Maio de 2009

Disillusionment Plot - Terêncio Reformulado






Homo sum: Humani nihil a me alienum puto...
Áparte a Humanidade...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 21:54
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 23 de Maio de 2009

Dúvida Metódica

Se o dia tem 24 horas,

quantas tem a noite?

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 22:47
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Breve Post Contra O Medo

Hoje é o Dia Mundial Contra a Homofobia. Ser igual não é igual a ser o mesmo, é respeitar a diferença. Sem respeito não se forma uma pessoa.

Que Farei Com Estes Gumes?: ,
Golpe por Miguel João Ferreira às 17:16
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Empiríssima Declaração Dogmática de Um Inimigo Fidagal do Dogma

Toda a experiência é influência. A vida é o seu próprio aforismo.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 15:22
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Terminator: To Which Side Will You Slide To?

 

Nessa pessoa acabou a bateria. A sua humanidade esfumou-se na noite. Hoje é uma máquina.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 15:01
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

"Émile Ou de... La Discussion"

"Da Discussão nasce

a Educação"

              (Tânia Ribeiro)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 17:25
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Aos Que Teimam em Dizer Que «Não»

 

 

 

Nada na vida é fácil;

mas tudo é possível...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 14:02
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

On Adam's Apple And Its Witful Sin

 

 

 

  What writing is all about....

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 19:00
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 18 de Abril de 2009

Le Goût des Autres

 

 

A simplicidade é o princípio do bom gosto.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 14:10
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

Buon Dì!

A vida é como a bica: 

Forte,

Curta

E mantem-te acordado.

 

-----------

 

 

A Paulo Lobão.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 21:45
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (4) | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Dos Provérbios

As pessoas dizem:

 

«Ir à lua e não ver a terra ([por exemplo]),

é o mesmo que ir a Roma e não ver o Papa.

 

Mas ninguém vê o Papa...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 14:13
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

Pés Na Terra (Coração No Céu)

“Success is a lousy teacher. It seduces smart people into thinking they can't lose.”

 

Bill Gates

 

.........

 

A inteligência não faz um sábio.

 

....

 

(To Txu...)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 22:33
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 31 de Março de 2009

"Mightier Than The Sword..."

 

 

 

Ser rocha é a força da palavra.

 

(E ainda tem flexibilidade para atacar pelas costas!!)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 22:06
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 28 de Março de 2009

Dessolicitemos!

Uma solicitação não é mais do que monitorizar uma vontade. Se pedes, queres medir uma reacção; e, claro está, és incapaz de te satisfazer a ti mesmo...

 

.............

 

(Querer não é pedir, mas saber e fazer)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 15:45
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sexta-feira, 27 de Março de 2009

De Demóstenes, Quintiliano e Henry Kissinger

O sumo da retórica é não ter misericórdia.

 

..................

 

A Paulo Lobão.

 

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 14:17
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Historiologia

 

A História é a observação dos erros do Passado a que normalmente chamam de "Vitórias".

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 16:12
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 5 de Março de 2009

Bibliologias - Acerca Da Verdade e Da Mentira Num Sentido Extra-Mural

Há ler e ler. Ler por ler é o mesmo que não ter lido. Há quem viva a vida como lê um livro:

 

Trans

                ver

                           sal

                                    mente...

 

 

Sem Som: Hip Hop, Nietzsche!
Sinto-me, Sento-me, Ressinto-me...: Diagonalogicamente
Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 22:54
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 28 de Fevereiro de 2009

Do Ar Que Respiro (Mereço Pouco)


 

Sou indiferente às tragédias urbanas (e às outras). Vejo (mal ou bem) tão pouca qualidade nas pessoas que, saber que há menos uma no mundo, não me causa transtorno...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 16:20
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 15 de Fevereiro de 2009

Arranha-Céus

Um pombo voou pelos ares e eu estava  por cima dele.  Como se eu mesmo voasse por sobre as suas asas.

 

Há momentos de curiosa beleza na pesada evolução do Homem.

 

Em verdade, a beleza é tão leve!

Por isso mesmo nos foge com o passar das horas...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 13:54
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

Blame Something...

Se aos amantes fosse dada a Eternindade, todo o tempo se escoaria na cama...

 

(É o relógio que mata os que se amam!)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 07:38
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009

Dúvida Metódica - Noves Fora Nada...

Se frígida quer dizer o que quer dizer

Porque é que frigideira tem o nome que tem?

 

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 09:58
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

Adventos do Vento que eu Invento...

Respirar ao vento nao é o mesmo que sentir a brisa sobre a face. Ser livre nao é um estado das coisas, mas de espírito.

 

If you put your mind into it...

 

(Para Saaz)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 19:41
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo

In Medium est Virtus?

Como todos, procuro o equilíbrio. Mas ao contrário do que diz o ditado, o equilíbrio, para mim, nao se acha forçosamente implantado num "meio":

 

Pode ser composto por diversos extremos...

 

(Para Saaz)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 19:28
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

A Índia Do Coração - Uma "Floresta de Enganos"...

Voar, só, não implica a Liberdade. Há voos que podem ser prisões. Tu invejas o pássaro que abre as asas e levanta voo até às nuvens, mas não sabes se não é sonho do pássaro andar no chão como tu, sem o peso das asas e a obrigação de as tornar úteis. Não invejes nada. Só uma coisa a inveja restitui: A negação dos prazeres da tua própria existência.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 11:16
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

As Metades de Medardo...

(...) A ambas eu fazia declamar um elogio da redução a metade como verdadeiro modo de ser, pelos pontos de vista opostos, e uma invectiva contra a "obtusa inteireza.

 

Italo Calvino in Nota de 1960 a Il Visconte Dimezzato.

 

Ser inteiro é um mito que não acha propósito. A completude possível é um puzzle de fragmentos; colar as peças das horas que nos marcam, delineam, compõem; juntar os pedaços que nos dão Humanidade. A minha inteireza são os meus heterónimos, divergentes, controversos, independentes.

 

"Sê plural como o Universo!"

 

(Pessoa, omónimo)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 11:39
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 24 de Janeiro de 2009

Três Macacos

Se eu deixar alguém suicidar-se, poderei ser culpado de homicídio?

Não ouço o mal,

Não vejo o mal,

Não digo o mal...

A morte chega em silêncio e eu assisto em plena passividade.

Dei ao outro a Liberdade de agir de acordo com aquilo que julgava que queria.

Serei culpado?

Dei-me a mim a Liberdade de ser egoísta e prático, de não me preocupar com a morte que não me pertence, por não ser a minha, a do meu corpo magro.

Serei culpado?

Dei aos outros o alívio de não se maçarem com nada, de saberem apenas que alguém morreu, alguém abstracto, distante, sem interferência nas suas emoções, alguém com um nome apenas oficial, que não pode ser conservado na memória.

Por poupar os outros, sou inocente.

A culpa está na minha consciência. E eu, na morte, sou tão inconsciente!!!

 

(A Lei é o comodismo daquelas que a redigem, não dos que a praticam

A Moral é o conforto daqueles que a pregam, não dos que a sustentam

A Justiça é o lavatório daqueles que a corrompem, não dos que a procuram)

 

E no escuro há três macacos que conjuram...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 08:26
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (5) | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Obamangelo!

 

 

"Eu acho que é sempre de desconfiar quando alguém é "histórico" antes de fazer História. Claro que o mérito de Obama não é ele poder vir a cumprir um mandato histórico, mas o facto de ser histórica a sua eleição. Ao lado disso, tudo o resto é insignificante - incluíndo talvez a nossa esperança".

 

(Texto e primeira imagem roubados a Miguel Somsen)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:48
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (8) | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009

Outra Razão Porque Respeito Miguel Esteves Cardoso

Como é sabido, não gosto de Saramago. Cansei-me de dar razões. MEC diz-vos porquê:


Acho os livros do Saramago mal escritos, no sentido de serem convencidos da sua própria grandeza. É uma espécie de declaração ao Mundo. A importância dos livros só se verifica muito tempo depois. Não é uma questão de declarar ao mundo as minhas ideias. Isso, fazem os filósofos e outras pessoas assim.

Os romancistas são contadores de histórias.

 

(In LER (Livros & Editores), Nov. 2008)

 

 

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 16:06
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (3) | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 28 de Dezembro de 2008

O Provérbio da Moral (Ou O Contrário)

Desculpas não pagam dívidas, mas apagam dúvidas e apegam dádivas... Gumemos (e amemos).

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 16:10
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008

Logicídios

Qualquer discurso depende mais das premissas do que das suas conclusoes. A verdadeira arma de quem fala está mais no processo de argumentaçao do que na frase com que termina o que diz; do mesmo modo que a força de uma fisga nao está na pedra atirada, mas no elástico que a projecta.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 18:06
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

Apontamento

O prazer é como o sumo da laranja:

Ora está interdito, ora se esbanja...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 09:18
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 14 de Dezembro de 2008

Outra Vez Hamlet

O eterno "to be or not to be" acha-se em todos os contornos da tua realidade. Mais do que simplesmente "ser ou nao ser", ele implica um "ser ou nao ser qualquer coisa" e esse "qualquer coisa" resulta naturalmente do que decide cada pessoa isolada no carrossel das suas acções.

 

...............

 

(Homenagem a Sandra P. que inspirou este texto)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:59
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

Lost - Uma Interpretação

Os Homens nascem perdidos.

Vivermos é encontrarmo-nos uns nos outros...

Sinto-me, Sento-me, Ressinto-me...: Lendo Ernest Hemigway
Sem Som: Islands In The Stream (Bee Gees)
Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:53
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (4) | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 13 de Dezembro de 2008

Da Incompreensão (Nova Versão)

A incompreensão é fruto da hora errada.

Acerta no tempo das coisas e serás entendido.

 

....................

 

(Homenagem a Rita Cunha que inspirou esta frase)

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 08:13
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo

Ainda da Fortuna...

Mesmo no azar, és tu que fazes a sorte.

É por isto que há dados viciados.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 08:11
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008

Errare Bonum Est

Nao sei de melhor sítio do que a vida para cometer erros.

O erro é o princípio da evoluçao.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:15
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 9 de Dezembro de 2008

Just Getting Started - Parte 2

Todo o princípio está na aceitação...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 14:05
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 8 de Dezembro de 2008

Três Burlescos Axiomas

OPTIMISMO: Ver o copo meio cheio quando ele está meio vazio.

 

 

 

PESSIMISMO: Ver o copo vazio quando ele está cheio.

 

 

 

EXTREMISMO: Achar que a verdade está sempre no meio.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:17
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

Ensaio Sobre A Cegueira (Para Além de Saramago e Meirelles)

A vista é o mais superficial dos sentidos que conduzem à visão.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 10:20
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

Fraqueza (Pensei Esta Heresia Despreocupadamente)

 

 

O handicap da mulher nao é ser mulher

mas pensar como tal.

 

 

 

 

 

 

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 02:04
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008

Física Relativa - Quanto Dura Um Segundo?

O momento é tao rápido quanto pode o olhar.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:08
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

Para Ser... Pára, Ser! (De Uma Capa Sem Esqueleto)

Parecer interessante é projectar uma imagem no interesse dos outros.

 

...........

 

(Título sugerido por Bruno "Canelas")

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 11:46
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (2) | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

Epifania

O simples é mais difícil,

Por estar perto da perfeição...

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 10:27
Hipertensões | Estocadas | Abrir As Feridas (4) | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

De Uma Virtude Moderna - Afinal Marx...

A caridade é para mim desprezível. É um motor da apatia geral (passo o antagonismo); mas nao é este o seu maior defeito.

Um dos problemas da caridade, hoje, é, creio, estar já desactualizada. O pior que um pedinte pode agora fazer para ganhar dinheiro é apelar à bondade das pessoas.

O seu método ainda produz, é verdade, o seu efeito, porque sempre haverá quem se corroa de culpas por isto e por aquilo e que prefira por isso convencer-se de que, alimentando a esmolas quem escolheu degradar-se, lava um pouco do sujo do seu curral interior.

É uma coisa falsa, como pintar a cara de branco para se esonder que se é pálido (exagerando abertamente um mal pode-se mentir sobre ele e dizer-se que se o nao tem), mas dá a quem a pratica uma conveniente dose de conforto.

E depois?

Se eu escolhesse ser mendigo por escolher nao ter nada a aspirar na vida e nao ter coragem para me matar, eu escolheria, ainda assim, a via do suceso: nunca apelaria ao que o ser humano nao tem (como parte mais inconsciente, mais humana, mais verdadeira) mas áquilo que ele é e pensa. Nao apelaria a um sentimento, mas a um desejo. Nao apelaria a um valor, mas a uma vontade. Nao apelaria a um bom, mas a um bem.

A caridade de sucesso nao busca nem pode buscar a bondade, mas o negócio. A evoluçao deu-nos isto: O homem é um animal capitalista. Tudo é lucro ou bancarrota. O seu modo de ser, mesmo entre os lençois ou as toalhas da mesa, é apenas um: o comércio.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 22:26
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 30 de Novembro de 2008

Self Control

"You have to believe in something

So I'll make my self believe it..."

 

Eu escolhi o cepticismo.

 

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 10:58
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

O Ser E O Tempo - Reinvenção de Heiddegger

A constância da exisencia humana não é ser, mas tornar-se. Fica portanto evidente que, submerso nas suas intrínsecas contradicções, Hamlet errou a sua pergunta epistemológica.

O que lhe falta saber não é "To be or not to be?" mas "What shall I become?".

O grande drama da presença no mundo é o dilema que surge a cada um de como conservar a sua identidade face à necessidade incontornável de mudar para sobreviver.

Este é o cerne da trama de Alice. Este é o drama de Casablanca:

 

A movie about change, "as time goes by..."

 

 

 

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 09:13
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 11 de Novembro de 2008

Wave To The Wave And Never Waive, For That's The Way

a)A dança é o momento em movimento.

O mais é regular contemplaçao.

 

b) Dançar é dar ao mundo o meu por dentro:

A minha singular introspecçao.

 

c) Se danço venço o vício do tormento:

A minha destrutiva estagnaçao.

 

d) Dançar é dar à corda o coraçao...

 

e) Dançai irmoes, limaos!

Dançai rufoes, truaos!

 

Foi a dançar que os dias se farao!

 

g) (O português dançou como um peao),

 

h) Oh nao! (Ou nao).

 

i) Ao (Com til)

 

j) Tu danses et je te donne un coup de fil.

 

k) One day my jealousy will kill.

 

l) Can you fill what I feel with something real?

 

m) Miguel é tao arbitrário quanto Lixo.

(Ser Humano é ser bicho).

 

n) De nada.  Dormir com a cabeça na almofada.

Dançar pela alvorada.

 

o) Surpresa. Pousar os pés na mesa. Chamar uma criada.

Pedir uma'outra vida mais lavada.

(Dançar por tudo e por nada)

 

p) Porquê. Viver é um mistério.

(E um vitupério).

 

q) Elevado a n. Potência ao Infinito. Como O Grito que há em Münch, que há em München, que há em mim. No princípio de ti está o meu fim.

 

r) Romance: A mecânica do transe.

 

s) De sossego. O que nao tenho e dá medo.

 

t) Tanto que é inútil. Sou sozinho e sou fútil.

 

u) Ubiquidade. Estar em toda a parte. Nao ser em lado algum. Sentir vários onde há apenas um.

 

v) Ver: Na escuridao está o túnel que nos leva à luz. Só ela nos seduz.

 

w) - What are you looking for?

- I don't know, but I want more.

 

x) Marcar o desconhecido. Indicar numa ilha que se anda perdido.

 

y) (Why?) Letra de circunstância. Freud usou-a para voltar à Infância.

 

z) (Zed) - I dance because I am said...

And then I don't feel

So

Bad....

 

 

Sem Som: qualquer, com uma mulher
Sinto-me, Sento-me, Ressinto-me...: dançando no mundo
Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 22:09
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Remédio

 

 

Prazer é dar prazer.

O outro é a cura para o nosso egoísmo.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 19:16
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Domingo, 9 de Novembro de 2008

Open Your Eyes, Parte 2

Nao existe o "Impossível". Qualquer impossibilidade para a realidade Humana é um mero reflexo da sua extensa ingnorância.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:59
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Sábado, 1 de Novembro de 2008

Terrorismo, Parte 2

"É proíbido proibir" e "Obrigatório ser livre" sao as únicas regulamentaçoes que permito à vida. Tudo o mais se exclui da minha dimensao. A responsabilidade é o que confere Humanidade à condiçao Humana, e só quem é completamente livre pode ser capaz da responsabilidade suprema.

 

Eu ainda nao sou inteiramente responsável. Para o ser, vou dissolver o sistema.

Sinto-me, Sento-me, Ressinto-me...: Revoluconário
Sem Som: Avante Qualquer Coisa
Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 13:04
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Proverbial Silogismo (Mais Anexo)

a) "Deus é amor;

Euu nao sou Deus,

Logo,

Tenho direito ao ódio." (Priscilla & Friends)

 

b) Abdiquemos de Direito e Divindade.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 23:23
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008

I Am The King Of The World, Parte II - Em Teoria, Claro...

Todas as teorias são perfeitas, contando que não saiam do papel. Nenhuma teoria, em teoria, tem falhas. O ponto fraco de qualquer teoria, é apenas um (e em tudo o mais é forte e irrebatível): a prática.

Sem Som: King For A Day, Fool For A Lifetime...
Sinto-me, Sento-me, Ressinto-me...: Faith? No More!
Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 16:22
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Terça-feira, 26 de Agosto de 2008

Sobre O Escravo Voluntário

No tempo dos Romanos, o mercado de escravos era prática comum e rentável. Homens, mulheres e crianças exibiam-se em condições miseráveis e tinham um preço: 10, 100, 1000, 10000 sestércios, valendo mais ou menos consoante o fim a que se destinavam e a sua capacidade física ou não física de responder às necessidades desse fim.

 

Valer muito como escravo não era sequer motivo de felicidade ou prognóstico de um futuro melhor. Queria apenas dizer que o "artigo" inflaccionado seria propriedade de alguém muito rico.

 

Eis porém a minha preocupação: já as pessoas, entendidas como tal, são, por ricos e pobres, tratadas com desatenção e desprezo, fruto do permanente egoísmo que faz parte de cada um. Imagine-se então a desatenção de cuidados de que eram vítimas estas criaturas, entendidas apenas como coisas com uma função, como um "robot" que se tivesse para automaticamente aspirar a casa a um estalar de dedos. 

 

Como esperar afinal melhor tratamento para com seres de carne e osso e sensibilidade própria, perguntar-se-à o gumoleitor, se bem sabemos com que desprezo acabamos por tratar os próprios objectos, mesmo os que julgamos mais queridos!

 

É por isto que, com enorme estranheza, assisto às queixas de certos artistas da bola que se proclamam vítimas de escravatura, como o Sr. Cristiano Ronaldo, ou que leio estas declarações de Danny, recentemente transferido do Dinamo de Moscovo para o Zenit:

 

«É um orgulho valer 30 mulhões de euros».

 

Desde quando passou a ser um orgulho a despromoção da Humanidade para "coisa" ou "produto" objecto de compra e venda? Fala-se muito de tráfico de mulheres e de pessoas (ou não tanto quanto se devia), dizendo, justamente, que é algo de inadmissível. E, de certo modo legitimando essa prática, assistimos, face a seres humanos, à utilização abusiva de uma linguagem mercantil, em que apenas falta que nas camisolas dos jogadores, junto ao número que os distingue em campo, ao nome e ao patrocinador, se encontre também uma etiqueta com um preço.  

 

Linguisticamente falando, encontra-se aceite e legalizado o tráfico de pessoas sempre que ouvimos e naturalmente apreendemos estas (e outras) afirmações: 

 

«Nelson foi vendido ao Betis por 5 milhoes», «o Benfica tem Reyes por empréstimo», «Chelsea de Scolari vai comprar Robinho por...»

 

É certo que estes "escravos" não merecem pena, miúdos e graúdos que, por talento a pontapear uma bola, ganham milhares por mês porque entretêm as massas.

 

No fundo, os futebolistas são os gladiadores modernos, que têm como vantagem não ter sequer de pôr em risco as suas vidas e que vêm trazer profundidade à observação do Imperador visionário segundo a qual se cala a pão e jogos uma população descontente. Tivesse Salazar tido a ideia de seguir essa máxima e não teriamos talvez tido o 25 de Abril. Ainda bem que a não teve.

 

Este orgulho de Danny vem dar uma maior exposição (nao que fosse necessária) à crescente "desneurolização" humana e à mais completa subversão de tudo. Darwin afinal estava errado: não há evolução contínua:

 

O Homem, espécie única e imprevisível, faz, a cada dia, questão de mostrar que, tendencialmente, o seu caminho é para trás.

 

Beba uma cerveja, coma um hamburguer, umas pipocas, assista a um jogo de futebol, "olha, o Danny vai marcar... ao poste!..."

 

Acomode o Homem que há em si:

 

O Macaco vem já a caminho.

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 17:10
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

Estranhas Moralidades...

Na imperfeiçao tudo se conjuga, pois tudo é certo no Caos. Só o Mal é Perfeito?

Que Farei Com Estes Gumes?:
Golpe por Miguel João Ferreira às 12:14
Hipertensões | Estocadas | Os Golpes Que Eu Amo

O Leão Sem Juba

Sopa de Facas, Chafurdar na Lama

 

Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

Gumoctopus

Últimos Golpes

Das Lágrimas

The Book and The Cover

O Anticristo (Quase Liter...

Sonha E Serás Mestre!

Segundo Gume Apresenta......

Mundo Binário

Brevíssimas Sobriedades (...

A Bíblia de Jerusalém Rec...

Pergunta do Dia Que Se Ag...

Post Didático Sobre o Pos...

De Onde Viemos, Para Onde...

Do Casamento Homossexual ...

"Para Comprovar Uma Vez M...

Riquezas do Corpo e da Al...

Da Comédia (Significados)

A Propósito de uma Polémi...

O Gume Viu... The Pirate ...

A Frase e o Aforismo

Homenagem a Zelda Rubinst...

Evoluções, Involuções, Du...

A Pergunta de Jack, O Est...

Do Conforto da Loucura

Demóstenes Contra As Onda...

TRAMPA!

Indignação Contra a Falsa...

Silogismo Quase Perfeito ...

O Homem Perfeito (Segundo...

Análise da Sonda XZ625, d...

Sim, Dr. Freudo, Essa Inv...

Os Outros (Dizem), Os Out...

Um Pouco Mais de Cinema (...

Political?

Dos Sentidos de Editar

Arte: Obra Primus, Object...

Politisation Des Fragment...

Da Mudança (O Mais é Meno...

Fashion & Beauty (No Comm...

Digo-tu-mias

Pés Na Terra

Sinais dos Tempos (De Aco...

A Maturidade de Um Eterno...

Fora de Moda

Percepção

A Nova Teoria do Caos (Al...

A Nova Teoria do Caos (Al...

O Gume Responde À Dúvida ...

Disillusionment Plot - Te...

Dúvida Metódica

Breve Post Contra O Medo

Empiríssima Declaração Do...

O Gume E O Tempo

Agosto 2012

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Novembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Que Farei Com Estes Gumes?

todas as tags

blogs SAPO

Roubar as Facas

Em destaque no SAPO Blogs
pub